Kia anuncia importação do Soul EV para o Brasil

 

A Kia parecia já estar preparada para boas notícias. Seguindo a aprovação da proposta que zera os impostos de importação (IPI) para carros elétricos (que até então é de 35%), a fabricante anunciou que venderá, de forma oficial, a versão EV do Soul. A Kia ainda não divulga, porém, quando e por quanto o modelo chegará ao Brasil – mas espere por preços próximos de R$ 100 mil.

 

O design do Soul EV denuncia sua vocação ecológica. Por não necessitar de refrigeração, as grades dianteiras são fechadas – o mesmo acontece com as rodas, com desenho menos convencional. O interior recebe acabamento diferenciado, com revestimentos de tonalidades mais claras a exemplo dos atuais Nissan Leaf e Toyota Prius. Equipamentos mais tecnológicos, como telas em OLED, estão presentes para menor consumo de energia.

 

Contudo, o apelo do modelo não é visual (que muitos poderão estranhar em um primeiro momento). A grande atração do Soul EV é sua mobilidade 100% por energia elétrica, com emissão zero de poluentes. Segundo a Kia, o modelo pode atingir até 145km/h com 110cv de potência e o bom torque de 29kgfm. De 0 a 100km/h são gastos 11,2 segundos, enquanto a autonomia média é de 199km.

Ainda de acordo com a marca, são necessárias 24 horas para uma carga completa da bateria com uma fonte de 120V, tempo que diminui para cinco horas com 240V. Uma carga rápida, que deixa a bateria com 80% de sua capacidade, pode ser feita em 33 minutos. Assim como outros modelos híbridos e elétricos, o Soul EV reaproveita cerca de 12% da energia gerada durante as frenagens. Outro ponto interessante, este voltado à segurança dos pedestres, está no alerta sonoro emitido enquanto o veículo trafega em baixas velocidades.

Fonte: http://goo.gl/3WJWwR

 

Carros elétricos estão isentos de imposto de importação

 

A vida dos carros elétricos e híbridos no Brasil começa a melhorar. Na cidade de São Paulo, estes veículos já têm desconto de 50% no IPVA e estão isentos do rodízio. Agora, passarão a chegar ao Brasil pagando menos impostos. Nova resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU) isenta elétricos e carros movidos a hidrogênio do imposto de importação de 35%. Para híbridos já valia outra resolução que estabelece imposto entre 0 e 7%, dependendo do índice de nacionalização e da eficiência.

O benefício veio da inclusão dos carros 100% elétricos e movidos a hidrogênio na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec), e beneficia carros que chegam montados e desmontados, o que pode motivar não apenas a importação de carros elétricos, como também a montagem deles no Brasil em regime CKD. O impasse agora é por IPI menor. Estes carros pagam 25%, contra 7% de carros 1.0, por exemplo.

 

Hoje o único elétrico vendido no Brasil é o BMW i3, que pode ter um motor a gasolina para aumentar sua autonomia. Renault, Nissan, JAC, Mitsubishi, Volkswagen, Fiat e BYD têm elétricos no Brasil, mas apenas para usos específicos e divulgação, não para venda ao consumidor. Entre os híbridos a oferta aumenta, com Toyota Prius, BMW i8, Ford Fusion Hybrid, Lexus CT200h e Mitsubishi Outlander PHEV.

A tendência é que a oferta destes veículos no País aumente rapidamente, em poucos meses. A Toyota, que já traz o Prius, poderia passar a importar também o Mirai, seu novo carro movido a hidrogênio e lançado recentemente lá fora.

Fonte: http://goo.gl/UFV733