GPS, GPRS e RF: entenda como essas tecnologias funcionam

Os diferentes sistemas e tecnologias de rastreio de veículos e cargas têm suas características e particularidades. Separamos dicas fundamentais para você escolher a que melhor funciona para o seu caso, investindo de forma assertiva em logística de transportes eficiente.

A preocupação com furtos e roubos é um dos fatores que movimenta o mercado de monitoramento veicular brasileiro. Em março de 2020, dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) já davam conta de que o País tinha 2,3 milhões de veículos equipados com algum tipo de sistema de rastreamento de cargas e veículos via GPS, GPRS e RF, que são as principais tecnologias do segmento.

Entretanto, as diferenças entre esses sistemas ainda geram incertezas na hora de escolher o que mais se encaixa nas necessidades de cada empresa. Se você está em busca de conhecer melhor as soluções disponíveis, a fim de entender qual é a mais adequada para o seu caso, precisa seguir a leitura.

Neste artigo, esclarecemos as definições de General Packet Radio Services (GPRS), Global Positioning System (GPS) e Radiofrequência (RF), apontando diferenciais e vantagens de cada sistema, afinal, cada um deles tem as suas particularidades e é muito importante saber como funcionam para a sua melhor escolha!

 

GPRS é uma boa solução para frotas menores

O General Packet Radio Services (GPRS) é um sistema para transmissão de dados por pacotes cuja operação se dá de forma semelhante a dos telefones celulares, com um chip tendo o papel de executar o rastreamento.

É uma tecnologia em constante evolução, com agilidade e precisão cada vez maiores. Um dos pontos altos do uso de equipamentos baseados nessa tecnologia, por sinal, é a exatidão. É possível obter alto nível de correção quanto ao local onde se encontra o veículo ou a carga monitorados, até mesmo em ambientes cobertos ou fechados.

Há outras interessantes vantagens em aderir a essa tecnologia. A operação se dá a partir do princípio tecnicamente chamado de comunicação sempre ativa, que propicia a vários usuários o compartilhamento dos mesmos recursos e de informações. O principal benefício dessa característica é uma utilização otimizada, com aumento da capacidade da rede.

Todo o processo de coleta e tratamento das informações se dá na dinâmica máquina para máquina, numa comunicação em que basta contar com suporte do acesso à internet. Com menor intervenção manual, a velocidade e a precisão são maiores.

Por outro lado, um aspecto desfavorável para a tecnologia GPRS é a dependência de uma transmissão eficiente de sinal, um ponto determinante das limitações de cobertura em locais mais afastados, que gera as famosas áreas de sombra.

Diante desse conjunto de funcionalidades e do custo mais acessível, esse tipo de sistema é indicado para carros individuais ou para frotas de empresas de pequeno porte.

 

GPS permite agregar telemetria

GPS significa Global Positioning System, ou Sistema de Posicionamento Global, numa tradução livre para o português. Sua operação ocorre via satélite, para a captação e transmissão de dados sobre a localização dos veículos.

Um ponto benéfico, em se tratando desse tipo de tecnologia, é que os satélites são equipados com relógios extremamente precisos, que calculam o tempo entre a emissão dos sinais e a chegada da indicação de local ao GPS. Ou seja, falamos de um mecanismo altamente confiável.

Além disso, a abrangência da cobertura e a possibilidade de acompanhar todo o trajeto de um veículo, em tempo real, são outros pontos favoráveis desses dispositivos. E como os equipamentos de GPS operam por meio de redes de telefonia móvel, isso possibilita a troca de mensagens instantâneas entre quem está no volante e a equipe de escritório.

Um ponto de atenção quanto ao uso dessa tecnologia é que, mesmo atuando em uma ampla área de cobertura, o rastreador GPS encontra dificuldades em emitir e receber sinais em túneis, subsolos, galpões e outros ambientes fechados, problema decorrente da perda de contato com os satélites.

As funcionalidades do GPS são ideais para melhorar a gestão da frota de grandes empresas, uma vez que são fornecidas informações estratégicas que vão além da localização dos veículos. É possível agregar dados de telemetria sobre velocidade, performance do motorista e consumo de combustível, por exemplo. Assim, o gestor consegue saber até mesmo se as portas do veículo estão abertas!

 

RF é boa alternativa para acompanhar localização

Os rastreadores que funcionam por Radiofrequência (RF) têm as informações emitidas e recebidas por meio de ondas eletromagnéticas, as quais são captadas por antenas. Ou seja, o seu funcionamento é parecido com o do rádio instalado no carro ou no caminhão.

O alcance das ondas de rádio é menor, porque elas dependem da proximidade com as antenas, mas, ainda assim, a área de cobertura é bastante ampla, sendo possível garantir bons níveis de exatidão. Se houver antenas próximas a uma distância razoável, dificilmente o sinal será perdido, deixando o condutor na mão. Dessa forma, os rastreadores RF funcionam muito bem em túneis e subsolos.

Por ser uma tecnologia também bastante estável, com cada rastreador costumeiramente operando em uma frequência específica, os criminosos que usam os bloqueadores de sinal têm as suas ações frustradas. Os chamados jammers, que buscam dificultar o rastreamento de veículos roubados e interferem na emissão e na recepção dos sinais, têm o seu funcionamento impedido.

Por outro lado, a comunicação com as antenas não é constante e essa troca de informações só acontece depois de se receber algum comando inicial. Outra limitação no rastreamento via radiofrequência está no conteúdo transmitido, que se restringe a informar a localização do veículo.

Se o seu objetivo for apenas monitorar os trajetos para reforçar a segurança de seus veículos e motoristas, vale a pena apostar em rastreadores baseados nessa tecnologia.

Agora você já está por dentro das características e dos usos indicados para os principais sistemas de rastreamento de veículos e cargas do mercado. E seja qual for a tecnologia escolhida para a sua empresa – GPRS, GPS ou Radiofrequência – lembre-se de que o monitoramento é peça fundamental para otimizar processos no transporte de cargas.

A Suntech conta com os melhores equipamentos do mercado, garantindo a solução ideal para as suas necessidades. Fale com a nossa equipe e tenha o que há de melhor para a gestão da sua frota, garantindo um desempenho de alto padrão!