Ford Estuda Na Europa O Perfil De Uso Dos Futuros Carros Autônomos

A Ford anunciou que vai iniciar os testes com carros autônomos em estradas reais europeias em 2017, dentro de um plano integrado de serviço compartilhado similar ao da empresa nos Estados Unidos. Como os traçados das vias e as normas e sinais de trânsito na Europa variam em cada país, a empresa realizou uma pesquisa para entender como as pessoas pretendem aproveitar o tempo livre nesses futuros veículos, que dispensam o motorista.

O objetivo do estudo foi estudar também o comportamento dos motoristas daquele continente, que estão acostumados, por exemplo, a compartilhar vias congestionadas com ciclistas. As entrevistas foram feitas com 5.000 adultos e, como resultado, 80% afirmaram que programam relaxar e apreciar a paisagem, 72% conversar no telefone ou navegar na internet e 64% fazer um lanche. Livros e filmes vêm logo atrás. Entre as mães que costumam levar os filhos na escola, 16% dizem que deixariam as crianças viajar sozinhas.

Em média, os motoristas europeus gastam até dez dias por ano em seus carros. Nas maiores cidades, as pessoas acham o trajeto mais estressante que o próprio trabalho. Os veículos autônomos têm a preferência sobre os carros tradicionais quando se trata de sair para beber e se deslocar para o trabalho – e quase metade dos entrevistados considera que os carros sem motorista seriam mais seguros.

“Os carros autônomos vão revolucionar a forma como nós viajamos e como nós vivemos. Nossa pesquisa mostrou que as pessoas estão realmente começando a pensar nas mudanças que os veículos autônomos podem representar para o seu dia a dia. Muitos de nós não temos tempo para nós mesmos e para as pessoas próximas diante de tantos compromissos”, diz Thomas Lukaszewicz, gerente de Direção Automatizada da Ford Europa.

 

7 dicas de segurança para dirigir na estrada

Pode até parecer mais fácil, mas dirigir na estrada é mais complicado do que enfrentar as ruas de uma grande cidade. Se nas ruas você tem contato permanente com outros veículos e os diversos tipos de sinalização, o que faz com que o motorista permaneça atento, na rodovia o cenário é diferente.

A velocidade imprimida em estrada é maior do que nas vias urbanas, o que pode gerar problemas na hora de frear ou desviar de algum obstáculo. O tempo de reação do motorista também fica reduzido por conta da velocidade alta.

Além disso, a paisagem monótona muitas vezes pode levar o motorista a se distrair ou ganhar confiança exagerada, principalmente em ultrapassagens.

Por isso, é importante seguir estas sete dicas para ter segurança na estrada. Confira a seguir!

Use sempre e corretamente a sinalização do veículo

Para evitar surpresas, é muito importante comunicar-se com os outros veículos na estrada. E o meio de se fazer isso é por meio da sinalização do seu automóvel. A cada ação, dê a seta, seja para entrar num desvio, numa saída ou realizar alguma manobra, como indicar a ultrapassagem.

Nunca use o pisca-alerta enquanto estiver em movimento, nem em situação de neblina. Essa sinalização deve ser usada apenas com o veículo parado e no acostamento.

Trafegue com o farol baixo ligado, mesmo durante o dia. E só utilize o farol alto para alertar o motorista que vem na contramão.

Respeite os limites de velocidade

Em vias de velocidade alta, o tempo de freagem fica maior – ou seja, para parar seu carro, você vai precisar de uma distância maior, e nem sempre isso será possível. Portanto, respeitar o limite máximo de velocidade é regra fundamental para uma viagem com segurança.

Tenha atenção também à velocidade baixa. O Código de Trânsito Brasileiro determina que a velocidade mínima não pode ser inferior à metade do limite máximo. Dirigir muito devagar também é perigoso.

Mantenha a distância e previna acidentes

Dirigir colado a outro carro em rodovia é sinal de acidente. Por isso, mantenha sempre uma distância segura, para evitar surpresas. O ideal é manter uma distância calculada em dois segundos.

Na dúvida, deixe a ultrapassagem para depois

Caminhões e ônibus na frente irritam qualquer motorista. Mas ultrapassá-los sem ter a certeza de que há condições para tal manobra não vale o risco. Por isso, certifique-se de que a pista contrária está livre. Veja se a sinalização horizontal permite ultrapassagem – somente em trechos com as faixas cortadas.

Se não tiver certeza, espere um momento melhor. Não arrisque.

No carro, evite distrações

Assim como nas vias urbanas, deixe o celular de lado. Se precisar usá-lo, pare no acostamento. Pode parecer que na estrada o uso não vai atrapalhar, mas lembre-se sempre do tempo de reação e a velocidade em que você está. Se surgir qualquer imprevisto, como um animal na pista, você terá menos tempo de reagir.

Ao dirigir na estada, respeite seus limites

Viagens longas são cansativas, por isso, faça paradas a cada duas horas, para esticar as pernas e se hidratar. À noite, caso se sinta cansado ou sonolento, é melhor interromper a viagem e descansar. Retome no dia seguinte.

Cheque os equipamentos de segurança do carro

Segurança também depende do seu próprio veículo. Antes de viajar, confira todos os itens de segurança: macaco, estepe (que deve estar calibrado), setas, luz de freio, faróis, para-brisa.

Assim, caso você precise de algum desses itens, não sofrerá nenhuma surpresa.

O que achou de nossas dicas para dirigir na estrada? Deixe seu comentário para a gente!

Quer viajar em segurança 24 horas por dia? Alugue um carro na Rede Brasil!